21 de nov

Otília

Salt Lake City (Utah). Bye-Bye Otília.

as tulipas da otilia 300x225 Salt Lake City (Utah). Bye Bye Otília.

A caminho de Salt Lake City passamos pelo Capitol Reef National Park. Ficamos em uma cidade de apoio chamada Torrey. Pegamos uma estradinha sinuosa e bem estreita para a visita. Não sei se estávamos acostumadas com as formações vermelhas ou se cansadas, o fato é que achamos o parque meio feioso com suas rochas escuras. De qualquer forma fomos até o fim da estradinha. Não sei se me distraí ou se dormi na direção. O certo é que saí da estradinha. Nada ocorreu, pois ninguém se aventurava por ali e não tinha despenhadeiros. Foi bom para me deixar mais alerta. Na volta paramos em uma região bonita de cultivo de frutas. Colonos se estabeleceram por aqui no século 19, fundando uma vila que eles chamaram de Fruita, pela quantidade de frutas que cresciam com facilidade (pêssegos, abricós, peras, maçãs, ameixas). Nos disseram que os visitantes vêm para cá comer frutas e saborear deliciosas tortas de maçãs, sorvetes, doces, marmeladas. Torta de maçã? Rapidamente nos dirigimos para uma pequena e antiga casinha Mórmon. Não tinha torta, mas visitamos a casinha tendo a oportunidade de conhecermos as roupas, móveis, etc., aumentando nossas informações sobre a vida dos colonizadores do final dos 1880s . Já do lado de fora nos sentamos em um banquinho, à sombra das fruteiras e, de longe, a casinha com sua lojinha e porta rangente se preparavam para fechar. Voltamos para Torrey. Estávamos meio cansadas, com certeza. Além do cansaço, no dia seguinte seguiríamos para Salt Lake City, cidade grande que sempre gera um certo stress quando se está com carro próprio e, maaais além disso a Otília nos deixaria. Companheirona! Descomplicada, bem humorada, boa viajante. Estávamos sem saber como fazer para deixá-la. Não queríamos entrar na cidade e nem que ela ficasse no meio da estrada. Resolvemos passar um pouco de Salt Lake e encontrar um hotel. Assim foi feito. Encontramos um Best Western em Bountiful, acho que um subúrbio de Salt Lake, maravilhoso, preço bom e, no balcão, um americano mórmon, falando português. Muito gentil ensinou a Otília como ir de trem para Salt Lake, como voltar, ir ao aeroporto, etc. Eu e a Cristina ficamos caminhando e buscando algum lugar para comprarmos vinho. Nada!

No dia seguinte, nos despedimos, fotografamos as tulipas para a Otília, pegamos nosso carro e nos dirigimos para o Norte no sentido de Jackson onde faríamos uma base para a visita ao Gran Teton. Havia uma chuvinha e estava esfriando. Boa viagem Otília!

No caminho fomos falando sobre os Mórmons e sua Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Nada sabíamos dessa interessantíssima história. Nossos planos incluíam pegar um atalho para Jackson e já estava entardecendo. Viajar pelos EUA é viajar com muita tranquilidade. Boa sinalização, estradas maravilhosas, muitos hoteizinhos, etc. Fomos indo em busca do atalho e conversando sobre os Mórmons. Que viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>